Quando estamos curtindo o sol com os amigos, achamos que basta passar o protetor solar, colocar um chapéu ou boné que está tudo certo e que a pele não vai sofrer. As horas de diversão passam e, quando chega o final do dia, é que vamos sentir o estrago feito por tanta distração.

Para evitar que a sua pele sofra com os danos causados pela estação mais quente do ano, fique atenta aos erros mais comuns e que fazem com que o rosto e o corpo ardam, cocem, descamem e até mesmo, se encham de manchas ou desenvolvam doenças mais sérias:

1) Não passar o protetor solar antes de se expor ao sol

Muita gente não sabe, mas, os protetores solares precisam de 30 minutos para começarem a agir e protegerem a pele, por isso, não deixe para aplicar quando chegar na praia ou clube. Antes mesmo de sair de casa capriche no corpo todo, sem se esquecer das orelhas, buço, pés, nuca e cabelos, assim, quando chegar é só se jogar na diversão! Não se esqueça: existem diferentes produtos para peles do rosto e do corpo e o fator mínimo recomendado é o 30.

2) Aplicar somente o óleo bronzeador

Ficar da “cor do pecado” é o desejo de muitas mulheres, mas, é importante saber que, o bronzeado nada mais é que o resultado de uma inflamação provocada para proteger a pele dos efeitos do sol. Os bronzeadores foram desenvolvidos para acelerar esse processo sem necessariamente proteger a pele dos raios ultravioletas, e tem quem aplique somente esses produtos na esperança de ficar com aquele superbronze. ERRO FATAL! Embora algumas marcas possuam FPS, a maioria não garante aqueeeela proteção, podendo provocar queimaduras de até segundo grau, bolhas e até mesmo, insolação. Não arrisque!

3) Não reaplicar o protetor solar

Entrar e sair do mar, piscina e chuveiro, praticar atividades físicas ou tomar sol, são atividades comuns durante o verão, e como ocupam bastante tempo, quase todo mundo se esquece de uma coisa muito importante: reaplicar o protetor solar a cada duas horas. Com o passar do tempo e ação da transpiração, o produto é removido total ou parcialmente, fazendo com que a pele fique sem proteção, podendo fazer com que a diversão acabe mais cedo pra quem não se prevenir.

4) Não usar cremes hidratantes

A pele bronzeada sofreu uma agressão e está inflamada, portanto, precisa de cuidados. Não se esqueça de tomar banhos frios e investir em muuuuuita hidratação através de cremes específicos, além de loções pós-sol, que ajudam a devolver a umectação para a pele, evitando a descamação e ajudando a manter o bronzeado por mais tempo.

5) Não ingerir líquidos

O corpo precisa de água para manter a temperatura equilibrada e o funcionamento regular. O mesmo vale para a pele, que é considerada o maior órgão do corpo humano e precisa estar sempre hidratada. Ingerir bastante líquido ajuda a impedir desidratação, insolação e até mesmo, desmaios que interrompem o clima do verão.

Vale lembrar que a recomendação dos dermatologistas é a de se expor ao sol antes das 10 da manhã e após as 16h, período em que há menor emissão de raios ultravioletas.

Mas, se você abusou, e a pele sentiu, alguns nutricosméticos auxiliam na renovação celular de forma natural, sem a necessidade de realizar procedimentos invasivos, promovendo brilho, redução de manchas e hidratação.

É o caso do Luminus Skin, que possui efeito antioxidante, retardando o envelhecimento precoce e o escurecimento da pele do rosto de dentro para fora.

Gostou? Agora é só fazer tudo direitinho e curtir o sol até o fim da estação!
Quer mais dicas? Confira aqui.